Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018 - 16:42 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLTICA & MURUPI: A PERVERSA MGICA DA LEI ROUANET

Aplaudam as Fernandas, Lima, Montenegro, a Lei Rouanet, artistas, o MPF e as 27 denncias Bellini Cultural e varias marcas famosas por fraude.

FRASE DO DIA:

"Não me vejo ingressando na política partidária, sem nenhum demérito aos que ingressaram. Na minha visão ainda sou um técnico que está indo para uma posição que tem um encargo político, mas para fazer um trabalho específico". – Sergio Moro.

1-A perversa mágica da Lei Rouanet

Aplaudam as Fernandas, Lima, Montenegro, a Lei Rouanet, artistas, o MPF e as 27 denúncias à Bellini Cultural e varias marcas famosas por fraude.

Atacadão, Bancos Concórdia, Fibra, Bradesco e Pine, Cipatex, Dow, Elekeiroz, Akzo, Biolab, Pinheiros, BRF, Magna, Prysmian, Cisa, Correias Mercúrio, Foroni, Furukawa, Rassini, Fosfértil, Givaudan,Termomecânica, Canatiba, Ingram, Yokogawa, Wabco, Volvo, Volkswagen são protagonistas com seus artistas coadjuvantes do show de mágica que faz sumir dinheiro do povo. Aplaude de pé igreja! Todos e todas merecem as palmas! The end!

2-O inferno de João de Deus

Diz Zé de Nana que “pra baixo até santo ajuda a empurrar”. Assim está João de Deus, o médium, “apanhando mais que mala velha pra largar poeira”.

A Justiça decretou hoje sua prisão preventiva cujo mandado será cumprido de imediato. O Ministério Público de Goiás instaurou uma força-tarefa para apurar as denúncias contra João de Deus, cujo nome verdadeiro é João Teixeira de Faria e de todo Brasil surgem relatos abusos sexuais. João de Deus vai encarar a lei da prisão. E lá dentro, só Jesus na causa. Vixi!

André Correa e Paulo Melo, dois deputados cariocas presos pela Lava Jato, querem que seus processos no STF troquem de mãos, saindo da ministra Cármen Lúcia para o Dr.Gilmar Mendes. Explicação lógica não há. Só o histórico de soltura do ministro alguns presos pelo juiz de primeira instância do Rio, Marcelo Bretas. Preferências para encaminhar processos ou identificar razões para a soltura de presos por um ministro é subjetivismo, mas devem existir explicações. Procurando bem se encontra a saída.

4-Queiroz, o sujeito oculto

Flávio Bolsonaro, o filho que supostamente mantém uma relação pouco ortodoxa com seu assessor Queiroz - que sumiu - resolveu falar. Achei que citaria João 8:32 como seu pai: “Conhecereis a verdade e ela vos libertará”. Errei miseravelmente. Ele optou pela piada do carteiro morto por que o rei não gostou do teor da carta.

"A mídia está fazendo uma força descomunal para desconstruir minha reputação e tentar atingir Jair Bolsonaro". Diz Zé de Nana, “errar é humano, persistir no erro é burrice, mas colocar a culpa em alguém é divino”. Se ficar nessa Flávio vai moer a reputação dele e a do pai. 

5-A “surpresa” do vereador Jair Monte

O vereador Jair Monte, cumprindo mandato e deputado estadual eleito em vias de ser diplomado, foi preso na manhã de hoje se disse surpreso com a ordem que decretou a prisão.

Apesar da sentença de 17 anos e meio contra o vereador, fruto de investigação criminal que remonta a 2011. É que no Brasil prisão “divera” só após sentença de segundo grau e, mesmo assim, não é matéria pacificada. Os recursos estão aí. A surpresa mesmo haverá se Jair não passar o natal em família. 

leoladeia@hotmail.com

 

 

 

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondnia

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/politica+murupi+a+perversa+magica+da+lei+rouanet/121272

News Rondnia