Sabado, 23 de Setembro de 2017 - 10:36 (Colaboradores)

L
LIVRE

UM CENTENÁRIO - JORNAL 'ALTO MADEIRA' ENCERRA ATIVIDADES

Conforme nota da direção da empresa, a crise econômica levou à decisão de interromper a publicação do periódico que circulou por 100 anos.


Imprimir página

Fundado em 1917, com redação situada na cidade de Porto Velho e, além de vários correspondentes nas principais cidades do estado, após 100 anos de circulação, o Jornal Alto Madeira, encerra suas atividades em última edição número 28.347, que irá circular em 1º de outubro deste ano.

A informação foi anunciada oficialmente pela Diretoria responsável pelo veículo, e rapidamente repercutiu em grupos e conversas de jornalistas Rondonienses. Segundo informações, vários funcionários entre jornalistas, pessoal do setor administrativo e da gráfica serão demitidos. 

A decisão de interromper a circulação impressa segue uma tendência mundial, resultado do crescimento das plataformas digitais. Mas, também, está relacionada ao agravamento da atual crise brasileira, que atinge o setor produtivo em seus mais diversos segmentos.

Suspender a circulação impressa de um jornal com 100 anos acredito não ser  uma decisão fácil. Sabemos do papel desempenhado pelo Jornal Alto Madeira, da sua história, do seu compromisso com o desenvolvimento do nosso Estado. Como sabemos de que modo uma decisão como esta atinge o capital humano que empresta sua força de trabalho ao crescimento das nossas empresas. Mas se foi necessário fazê-lo, ficarão em nossa história as lembranças de tão grande e importante veículo de comunicação foi o Alto Madeira para toda nossa gente.

É  preciso agir com a razão, e hoje após um Século, acabamos assistindo a desistência das atividades do Jornal Alto Madeira, o queridinho de Rondônia, nosso filho mais velho, que, depois de 100 anos de concorrência, encerrou sua operação.
Toda luta, esforço e perseverança não foram suficientes.

A crise econômica que iniciou no final de 2015 e se fortaleceu em 2016, fizeram com que os investimentos em publicidade despencassem. As receitas diminuíram muito e os custos aumentaram, na mesma proporção. Os veículos de comunicação tradicionais ainda sofrem com a crescente migração de audiência e da publicidade para a internet.

Em recente Sessão Solene na casa de Leis deste Estado, o matutino, numa sessão proposta e presidida pelo deputado Ribamar Araújo (PR), festejaram os 100 anos de atividades do emérito diário, recebendo a Homenagem Oficial.

Nossa Coluna, ainda uma criança, em meio a 100 anos deste querido Matutino, agradece a luta e resistência do veículo que persistiu, e muito se deveu a fatores históricos e a determinação da família Tourinho.

A meu ver, Alto Madeira sobreviveu graças aos laços de afetividade criados entre a população Rondoniense e o periódico visto o seu valor histórico. Não podemos negar também, o esforço particular da família que conduziu até aqui  o jornal. O valor social do jornal Alto Madeira, sem sombras de dúvidas é marcado principalmente porque o periódico cumpre um importante papel na história e memória Rondoniense que vai além de informar simplesmente.

Externamos aqui nossos votos de apreço e consideração a esta família Tourinho que por um Século nos brindou com este Matutino, o jornal encerra suas atividades em meio à crise econômica que acomete o Brasil e uma reestruturação mundial pela qual atravessam os veículos de comunicação, desejamos sucesso à todos funcionários e direção, mas ainda assim, acreditamos que  o impresso, jornal ou revista, assim como o livro documenta, se manuseia, se leva para onde for, sem precisar de aparato tecnológico.

Caros clientes e amigos,

A vida prega peças e a cada peça precisamos sempre achar uma saída que seja racional e objetiva para que possamos tomar a decisão mais correta, e neste momento o jornal Alto Madeira, precisa tomar uma decisão mesmo não sendo do nosso agrado. Nosso jornal já vem há alguns anos apresentando grandes dificuldades, em função de muitos fatores; a era digital, a economia brasileira descontrolada, os altos impostos que recaem sobre as empresas, e no caso do AM, não foi diferente, fomos tragados pelo rolo esmagador de uma crise que se apresenta crescente...

Tínhamos uma meta de chegar ao Centenário e graças a Deus, com a participação de nossos clientes, amigos, colaboradores e nossos funcionários, emplacamos em 15 de abril deste ano. Nossa gratidão é imensa ao constatar o legado que o Jornal Alto Madeira deixa como memorial histórico, as sua paginas, que registraram por 100 anos a história da nossa cidade e toda nossa sociedade nos mais variados matizes da noticia. 

O projeto de digitalização e pesquisa do acervo digital do Jornal Alto Madeira, continuará, como já vem sendo disponibilizado na Hemeroteca Digital Brasileira, gerida pela Fundação Biblioteca Nacional, nossa história jamais se perderá!

O ano de 2017, nos reservou além desta glória, duas perdas irreparáveis na nossa família, o falecimento da querida tia Maria Tourinho e do meu pai, nosso Diretor Superintendente, Luiz Malheiros Tourinho, em junho último passado. Ele foi o idealizador, o empreendedor, o visionário e inquietante otimista sonhador... Sabemos que a vida continua... Sabemos que as Empresas sobrevivem a morte de seus sócios, mais neste caso, ele também já havia concordado de que a hora final do AM, estava próxima, só que ele partiu antes... e nos cabe agora com todo respeito a sua memória dizer, "Senhor Diretor, cumprimos muito bem a nossa missão". 

Este breve relato dá-se não para justificar, mas sim para explicar e divulgar a todos que em 01 de outubro próximo estaremos encerrando nossas atividades, com a publicação da edição de numero 28.347, que talvez não seja um fim... mas quem sabe uma pausa!

Agradecemos a todos pela parceria e trabalhos realizados e esperamos que sejam sanadas quaisquer pendências que por ventura possam ainda existir, em virtude de assinaturas e publicações efetuadas pelo Jornal Alto Madeira, para que nós também tenhamos todas as condições de honrar com nossos compromissos. 

Certos da compreensão, e do sentimento de dever cumprido.

Atenciosamente, 

Liz Maria Tourinho
Diretora Executiva

 

Zecca Paim MTB 1453/RO

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Banner Ale

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias