Terça-Feira, 12 de Setembro de 2017 - 22:14 (Colaboradores)

L
LIVRE

SINDSBOR DENUNCIA GRUPOS QUE TENTAM DESINFORMAR E APLICAR GOLPES EM SOLDADOS DA BORRACHA E SERINGUEIROS

Apesar das ações tomadas pela direção da entidade junto às autoridades, ‘essas pessoas insistem em tumultuá-las’, muitas das vezes, divulgando notícias falsas para provocar pânico e temor no seio das famílias dos soldados da borracha’, admitem dirigentes.


Imprimir página

Porto Velho, Rondônia – Grupos de pessoas ainda não identificadas pelas autoridades vêm tentando causar pânico entre filiados e beneficiários do Sindicato dos Soldados da Borracha ao menos uma década e meia.

A denúncia partiu, nesta segunda-feira (11), da direção da entidade. Segundo dirigentes, ‘pessoas mal intencionadas ligam, induzem filiados e suas famílias a irem ao Sindicato à cata de supostas indenizações’ – que ainda não saíram.

A direção do SINDSBOR informa que, ‘essas informações são falsas e levianas’ e que os processos a respeito dos direitos dos soldados da borracha estão sendo acompanhados em todas as instâncias da Justiça e Governo’.

Apesar das ações tomadas pela direção da entidade junto às autoridades, ‘essas pessoas insistem em tumultuá-las’, muitas das vezes, divulgando notícias falsas para provocar pânico e temor no seio das famílias dos soldados da borracha’, admitem dirigentes.     

A direção do Sindicato alerta, contudo, que, ‘toda e qualquer informação a respeito das indenizações podem ser obtidas, diretamente, na sede da entidade’, Rua Henrique Dias, 325, no centro, ao lado do prédio da Capitania dos Portos.

A direção do Sindicato dos Soldados da Borracha e Seringueiros de Rondônia (SINDSBOR), alerta, ainda, que, ‘essas pessoas estão usando de práticas ilícitas em reuniões e ligações para tentar enganar, mais uma vez, os filiados e suas famílias’.

Em novo alerta, a direção do SINDSBOR pede que os filiados e familiares dos soldados da borracha e seringueiros, gravem telefonemas e filmem as reuniões’, vez que o material será entregue às autoridades para apuração de cada caso.    

Por fim, o Sindicato informa, contudo, que até agora só foram liberados os R$ 25.000 (Vinte e Cinco Mil Reais) referentes à PEC 78/2014, para os que estavam recebendo o benefício de seringueiros na ocasião do pagamento’.

Em outra posição legal, ‘a direção destaca que essa vitória foi conquista apenas da atual diretoria e assessoria jurídica’. ‘E que nossos diretores ainda permanecem no Sindicato, onde lutam e lutarão por aqueles que a vida inteira foram ludibriados por pessoas e grupos estranhos ao nosso meio que só visam obter lucros, inescrupulosamente’.

Para os dirigentes do SINDSBOR, ‘é questão de honra resgatar tudo aquilo que foi negado durante décadas a esses sofridos heróis da Pátria’.

- Juntos conquistaremos muito mais e Sindicato é para lutar e não para enganara’, arremataram os dirigentes.         

Fonte: NewsRondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias