Terça-Feira, 18 de Setembro de 2012 - 07:54 (Colaboradores)

OPINIÃO DE PRIMEIRA: MINÉRIO DE GUAJARÁ PARA A BOMBA ATÔMICA DO IRÃ - por Sergio Pires

Exatamente o Irã, país do doidão Mahmoud Almadinejad, que já avisou que pretende destruir Israel, seu maior inimigo


Imprimir página

Guajará Mirim se transformou em notícia mundo afora. Não por suas belezas, pela posição geográfica na fronteira com a Bolívia ou pela disputa dos seus bois-bumbás. Guajará Mirim está sendo citada na imprensa americana e nas grandes publicações nacionais como a cidade que tem a tantalita (foto), um minério que é vital para a construção de reatores atômicos e, claro, para a produção de bombas atômicas.
 
Segundo a revista Veja dessa semana, a Polícia Federal e a Abin estão investigando como rochas de tantalita foram encontradas na Venezuela, prontas para serem enviadas ao Irã, país que está na alça de mira do Ocidente, por suspeita de estar se preparando para ter sua bomba atômica.
 
Exatamente o Irã, país do doidão Mahmoud Almadinejad, que já avisou que pretende destruir Israel, seu maior inimigo. O Irã diz que está produzindo energia atômica para fins pacíficos, mas, é claro, ninguém acredita nisso. Pesadas sanções econômicas e restrições à venda de vários produtos foram impostas aos iranianos, que têm pouquíssimos aliados mundo afora.
 
Isolado do mundo ocidental, que impôs sérias restrições de vendas de alguns produtos que poderiam ser utilizados no seu programa atômico, o Irã tem no presidente da Venezuela, Hugo Chávez, seu único aliado na América Latina. É por isso que a exportação ilegal da tantalita (um dos minérios proibidos de serem vendidos ao Irã) está sendo investigada. Ela sairia de  minas existentes em Guajará Mirim, transporia ilegalmente a fronteira com a Bolívia e de lá seguiria, também de forma clandestina, para a Venezuela. O governo de Chávez trataria der entregar o minério aos iranianos. As autoridades brasileiras estão investigando; os americanos também têm interesse na investigação. E Guajará Mirim está no centro dessa confusão internacional.
 
ESTÁ NO PAPEL
 
Enfim, o esquema da transposição foi publicada no Diário Oficial. Terão direito apenas os servidores do ex-Território contratados até 1987. O salário será o mesmo que o Estado paga hoje. Não há, no documento oficial publicado, qualquer menção de que em 2014 e 2015 serão pagos salários equivalentes aos da União. O assunto foi tratado como certo, mas na letra fria não há qualquer menção a esse detalhe fundamental. Mas, seja como for, finalmente a transposição vai começar, oficialmente.
 
MARTA NÃO AJUDA
 
Adversários gozadores estão dizendo que agora, certamente a reeleição do Padre Franco, em Cacoal, vai decolar. É que entrou na campanha dele a simpaticíssima e queridíssima no Brasil inteiro, a nova ministra Marta Suplicy. Aquela do relaxa e goza. Tirando a ironia: certamente Marta vai somar muito pouco na campanha do padre Franco, até porque, afora seu eleitorado fiel em São Paulo, ela não tem apoio em nenhuma outra região do país. Já o apoio de Lula, esse sim, traz resultados práticos.
 
RENEGOCIANDO
 
Nem tudo são más notícias. Cerca de nove mil micro e pequenos empresários, endividados com ao Fundo de Desenvolvimento do Norte, o FNO, poderão renegociar tudo. O ministro da Integração, Fernando Coelho, estará em Porto Velho hoje, para assinar o acordo que permite a renegociação. Representantes do Simpi e classe política em peso prestigiarão o evento. Mais de 125 mil pequenas empresas serão atendidas pela benfeitoria em toda a região norte.  Quem deve pode renegociar tudo. E tentar crescer de novo.
 
NÃO DÁ PRA ENTENDER
 
O Estado e Tribunal de Contas estão numa briga feia por causa das UPAs, construídas na Capital pelo governo rondoniense. O governador Confúcio Moura quer colocar tais unidades o mais breve possível a serviço da comunidade, mas o Tribunal alega que existem irregularidades nas obras.  Ora, não seria melhor que tais medidas ditas saneadoras fossem tomadas antes de serem investidos alguns milhões do dinheiro público. E se não funcionarem logo, os prédios erguidos serão abandonados e ficarão sem utilidade? São essas coisas que não se entende neste país.
 
QUEM PAGA?
 
A resposta é simples: somos nós, a população, que nada temos a ver com o rolo. Banqueiros bilionários não querem abrir mão de um pouco de suas fortunas, cada vez maiores, para pagar salários justos aos seus funcionários. Por isso, mais uma vez os bancários entram em greve, a partir desta terça, se até a noite de ontem não tenha surgido algum novo acordo. Como toda a população depende, de uma forma ou outra, dos serviços bancários, vamos nós, pobres brasileiros, sofrermos mais um longo período por causa de mais uma greve. Estamos mesmo ferrados!
 
CLIMA DE TERROR
 
Crimes cruéis, família inteira dizimada, policiais suspeitos de fazerem parte do grupo que atacou um banco em Jacy Paraná e assassinou um PM; menores sendo abatidos por motivos torpes; mortes e acidentados graves no trânsito. Não está fácil a vida do rondoniense, no meio de tanta violência. Infelizmente, não é só aqui nessa parte do Brasil que isso está ocorrendo. O quadro é muito semelhante em todo o país. E aqueles que nós elegemos, fazem de conta que não é com eles. Nada de buscar soluções para essa tragédia que nos assola a todos.
 
PERGUNTINHA
 
O Judiciário vai levar a sério a entrevista de Marcos Valério, dizendo que o ex-presidente Lula estava envolvido em todo o esquema do Mensalão?

Fonte: Sérgio Pires

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias