Sabado, 20 de Janeiro de 2018 - 19:22 (Geral)

L
LIVRE

NOTA PÚBLICA DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO ESTADO DE RONDÔNIA

O fato é que no boletim de ocorrência constou, de forma equivocada, o termo “desembargador” na lavratura, a outro membro de carreira jurídica abordado pelos policiais.


Imprimir página

A Associação dos Magistrados de Rondônia – Ameron vem a público retificar a informação que circula na imprensa a respeito da suposta detenção de um “desembargador” na Operação Lei Seca na madrugada deste sábado (20) em Porto Velho.

O fato é que no boletim de ocorrência constou, de forma equivocada, o termo “desembargador” na lavratura, a outro membro de carreira jurídica abordado pelos policiais. 

Portanto, nenhum membro que compõe a magistratura de Rondônia esteve envolvido em qualquer ilicitude mencionada nos veículos de comunicação. 

Os magistrados do estado se dispõem a exercer suas atividades judicantes com probidade e respeito à população e às leis.

A Instituição esclarece ainda que tomará providências para a correção da informação no documento oficial da polícia civil.

Porto Velho, 20 de Janeiro de 2018

Alexandre Miguel
Presidente da Ameron

Fonte: assessoria

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias