NOTA OFICIAL - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDÔNIA - News Rondônia A Assembleia Legislativa de Rondônia repudia qualquer manifestação violenta, mas é terminantemente contra a solicitação feita pelo consórcio, devido a uma série de motivos abaixo elencados.

Porto Velho,

Quinta-Feira , 17 de Março de 2011 - 17:21 - Hidreletricas do Madeira


 

NOTA OFICIAL - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDÔNIA

A Assembleia Legislativa de Rondônia repudia qualquer manifestação violenta, mas é terminantemente contra a solicitação feita pelo consórcio, devido a uma série de motivos abaixo elencados.

ImprimirImprimir página

Devido a manifestações que resultaram em depredação, a administração do consórcio que constrói a Usina de Jirau, em Porto Velho, requisitou ao Estado quinhentos policiais militares para garantir a segurança dos trabalhadores. A medida também garantiria a preservação do patrimônio de empresários que mantém máquinas no local.

A Assembleia Legislativa de Rondônia repudia qualquer manifestação violenta, mas é terminantemente contra a solicitação feita pelo consórcio, devido a uma série de motivos abaixo elencados.

- A construção das Usinas do Madeira causou uma série de problemas sociais, habitacionais e ambientais em Rondônia.

- Após o início das obras houve aumento da criminalidade, da violência, dos casos de pedofilia e do congestionamento no trânsito de Porto Velho, o que tem causado um número maior de acidentes.

- A quantidade de acidentados no trânsito da Capital ajuda a agravar o problema da superlotação no Hospital de Base e no Pronto Socorro João Paulo II.

- Foi prometida uma compensação financeira ao Estado devido a esses problemas, mas poucos recursos foram liberados.

Para colocar quinhentos policiais militares à disposição do consórcio construtor da Usina de Jirau, será preciso retirar parte do efetivo da PM em Porto Velho e no Interior. É inadmissível que a população fique desassistida para atender os interesses de um consórcio de empresas que se instalou em Porto Velho para ganhar dinheiro causando tantos problemas sociais e ambientais, dentre outros. Esses policiais devem ficar nas ruas, garantindo a segurança da população.

 

Deputado Valter Araújo

Presidente da Assembleia Legislativa

 

Fonte: DECOM ALE

Comentários do Facebook

Comentários

  • kleber jr. - 18/03/2011 : 11:07 - porto velho

    Corretíssimo o posicionamento da Assembléia Legislativa, é inadimissível que uma multinacional, que recebeu bilhões de reais para a construção dessas usinas, não contrate seguranças suficientes e treinados para resguardar a segurança interna dos trabalhadores e a guarda do seu patrimônio privado.
    Até agora não vimos nada de bom com essas usinas, só desgraça, a cidade e o interior do Estado já vinham crescendo em rítimo acelerado mesmo sem a chegada da construção das usinas. É preciso desmistificar o "BUUM" das usinas. Rondônia não precisa delas, quem precisam são os paulistas para lavar as partes.

Enviar comentário

Veja Também

Publicidade