Sexta-Feira, 15 de Setembro de 2017 - 10:09 (Geral)

L
LIVRE

MARCAS DO ABANDONO: CRATERA NO CENTRO E MAIS UMA EMPRESA FECHA AS PORTAS NA CAPITAL

Entidades representativas do Comércio nada fazem para mudar o atual quadro de abandono no centro histórico de Porto Velho.


Imprimir página

Dando sequência a nossa série de reportagens sobre o Centro Histórico da capital Porto Velho, cujo dias de glória se distanciam cada vez mais no tempo, pois o que já foi o maior centro comercial do estado de Rondônia, hoje se atola no ostracismo e no abandono.

Tanto as entidades representativas do empresariado local tais, como Federação do Comércio do Estado de Rondônia (FECOMÉRCIO), Associação Comercial e Empresarial de Porto Velho (ACEP) e o Clube de Dirigentes Lojistas de Porto Velho (CDL), e o poder público em geral, nada têm feito para que o quadro se reverta.

O melhor exemplo disso é uma enorme cratera que se formou em frente à sede do SESC na Av. Presidente Dutra. Comerciantes do entorno se reuniram e queriam fazer os reparos necessários através de um serviço de concretagem, mas foram aconselhados a não fazerem o serviço, tendo em vista que a responsabilidade de manutenção de ruas e avenidas é de competência da Prefeitura Municipal.

Mais uma empresa fechou as portas nos últimos dias, trata-se da Panificadora e Restaurante CynaMom, instalada na esquina da Floriano Peixoto com José de Alencar, onde comerciários e consumidores faziam suas refeições, hoje só resta mais um ponto comercial fechado com placa de aluga-se.

Mas, alugar pra quem, tendo em vista que o movimento comercial na região central só tem caído nos últimos anos, e mais acentuadamente após a conclusão das obras das usinas.

O que as entidades representativas acima citadas deveriam fazer, era unirem-se a fim de discutir a situação e realizar um estudo que promovesse a revitalização do Centro Histórico Comercial de Porto Velho, pois estas entidades possuem força política suficiente para reivindicarem juntos as autoridades constituídas um plano que vise trazer melhorias para essa parte da cidade.

"Assim como os políticos eleitos para nos representarem não nos representam, as entidades comerciais, estão deixando de nos representar," afirmou um empresário que não quis ser identificado. A persistir a situação mais e mais empresas que funcionam a décadas terão que fechar suas portas. Promovendo o desemprego e o abandono.

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias