Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017 - 12:07 (Polícia)

L
LIVRE

INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÃO CIVIL E CRIMINAL DE RONDÔNIA RECEBERÁ NOVOS MATERIAIS DE PERÍCIA

Uma segurança pública de precisão, com trabalho otimizado e respostas efetivas as demandas da população rondoniense.


Imprimir página

É assim que o Instituto de Identificação Civil e Criminal (IICC) de Rondônia tem avançado nesses últimos anos. Para completar essa nova fase na próxima terça-feira (24) será realizada a cerimônia de entrega de novos materiais de perícia para a instituição, a partir das 9h, no auditório do Tribunal de Contas do Estado.

‘‘O governo de Rondônia está investindo muito no Instituto tanto na questão da infraestrutura quanto na aquisição de materiais como reagentes químicos e físicos para a realização de perícias papiloscopias que são os exames realizados nas cenas de crime onde os nossos datiloscopistas profissionais buscam vestígios de impressões papilares visando auxiliar as autoridades policiais na busca de autoria delitiva’’, afirma o diretor do IICC, Júlio André Kasper.

E são exatamente os materiais que ajudam a encontrar provas e elucidar crimes que serão entregues ao instituto na terça-feira. ‘‘São R$ 650 mil em materiais de perícias, entre eles maletas, reagentes químicos e físicos que atenderão todo o estado de Rondônia’’, garante Kasper. Ainda de acordo com diretor do IICC, a aquisição desses produtos contou com a parceria da Assembleia Legislativa e contrapartida do governo de Rondônia.

‘‘13 deputados destinaram por meio de uma emenda coletiva aproximadamente R$ 480 mil e a complementação foi feita pelo governo do Estado de Rondônia através da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão de responsabilidade do secretário George Braga e com isso nós podemos produzir provas robustas, inquestionáveis que garantiram uma Rondônia mais segura’’, considera o diretor do IICC.

Para o diretor-geral da Polícia Civil de Rondônia, Eliseu Muller, os novos materiais que serão entregues ao instituto vão garantir a qualidade e efetividade da investigação criminal. ‘‘Os profissionais qualificados que atuam no instituto terão melhores condições para buscar a autoria dos crimes através de uma coleta devidamente técnica e qualificada com provas que não deixam margem para confronto. E quem ganha com isso é o cidadão’’, considera o Muller.

Diretor do ICC e diretor-geral da PC (d) avaliam a aquisição de novos equipamentos

O Instituto de Identificação Civil e Criminal é responsável pela emissão do documento de identidade, identificação de corpos que dão entrada no Instituto Médico Legal (IML), um trabalho que dá dignidade para que familiares possam enterrar seus entes. Também é responsável pela representação facial humano, o retrato falado; a identificação criminal e a perícia papiloscopia.

‘‘Na gestão do governador Confúcio nós tivemos o maior investimento e isso demonstra o compromisso e a preocupação do governo do Estado com a segurança do cidadão. Hoje a frente do instituto me sinto muito feliz e privilegiado e falo em nome dos demais profissionais que estão contentes porque esse governo está olhando para esse setor e pensando no cidadão’’, disse Kasper.

O instituto evolui nos últimos anos. Passou de 27 para mais de 40 municípios com postos de identificação através da parceria com prefeituras. Para o diretor Geral da Polícia Civil de Rondônia, a segurança deu um grande salto no Estado em pouco tempo. ‘‘Nós aqui crescemos bastante nesses anos do governo Confúcio que com sua equipe cresceram bastante em eficiência, em qualidade e no atendimento ao cidadão. Precisamos melhorar, mas avançamos bastante’’, considera Muller.

Ele revela ainda que a Polícia de Rondônia tem sido referência para outros estados, inclusive compartilhando projetos e inovações de baixo custo, mas que com criatividade e competência tem feito à diferença na segurança pública. ‘‘Confiem na Polícia’’, disse o diretor.

Fonte: 010 - SECOM/GOV-RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias