Sexta-Feira, 18 de Agosto de 2017 - 18:17 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

INDIANA DE 10 ANOS VÍTIMA DE ESTUPRO DÁ À LUZ BEBÊ APÓS PEDIDO DE ABORTO NEGADO PELA JUSTIÇA

A menina, que não teve o nome divulgado, engravidou após ser estuprada por um tio durante várias ocasiões ao longo de seis meses.


Imprimir página

Segundo o médico Dasari Harish, o parto ocorreu por cesariana. A criança e o bebê passam bem. "A operação ocorreu sem complicações. O bebê nasceu pesando 2,2 quilos e está na UTI neonatal por enquanto", afirmou Harish à imprensa local.

A menina, que não teve o nome divulgado, engravidou após ser estuprada por um tio durante várias ocasiões ao longo de seis meses. O caso só veio à tona após ela ser levada a um hospital reclamando de dores no estômago e então os médicos descobrirem que ela estava na 30ª semana de gestação.

Os pais dela recorreram à Justiça para conseguir autorização para um aborto. O caso chegou ao Supremo Tribunal indiano, que negou o procedimento com o argumento de que médicos garantiram que um aborto colocaria a vida da criança em risco.

Segundo a agência de notícias indiana Press Trust, os pais da vítima acabaram aceitando a decisão e decidiram dar o bebê para adoção. Eles ainda disseram que a filha nunca chegou a entender que estava grávida.

As leis indianas não permitem aborto após as 20 semanas de gestação a não ser que haja risco para a grávida ou o bebê. Apesar disso, o país tem recorde de abuso sexuais: cerca de 20 mil casos denunciados somente em 2015, segundo dados do governo.

O tio, que é irmão da mãe da vítima, está preso.

Fonte: 010 - 24horasnews

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias