Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 - 21:40 (Geral)

L
LIVRE

HOMEM QUE SE ACORRENTOU NO ACRE EM 2014 POR CAUSA DA TELEXFREE GRAVA VÍDEO RECONHECENDO GOLPE

Aerci Arreal Olm, quando esteve no Acre, chamou atenção da imprensa por ter se acorrentado na região central da cidade e ocupado autoridades locais com sua causa.


Imprimir página

O catarinense Aerci Arreal Olm, que apareceu no Acre em 2014 acorrentado durante dois dias nas grades do Fórum Barão do Rio Branco e na frente da sede do Ministério Público Estadual, no Centro da Capital, tentando pressionar o MP e a Justiça acreana pela liberação da Telexfree, a pirâmide financeira que teve suas atividades encerradas em 2013, reapareceu falando sobre a extinta empresa em um vídeo em sua página no Facebook admitindo um golpe dos chefes da pirâmide.

“Sabe por que o golpe da Telexfree foi perfeito? Não é porque a gente perdeu dinheiro, não é porque a gente se decepcionou, não é porque alguns adoeceram, não é porque houve essa frustração extrema, não é por isso. O golpe da Telexfree foi tão perfeito que hoje a gente tem vergonha de falar que a gente acreditou nisso. E como a gente tem vergonha de falar, a gente não luta mais.”

Aerci parece ter reconhecido o golpe depois que ligou para os chefões da empresa sugerindo a eles que intercedam junto à Justiça pelas pessoas vítimas da pirâmide, e um dos “figurões” teria respondido: “Se tá não mão do advogado não tem mais pra fazer. Já deu o que tinha que dar”.

“Hoje, eu entrei em contato com alguns figurões da Telexfree. Entrei em contato e falei com eles: ‘olha, pessoal (um deles, R$26 milhões), eu realmente entendo que é um assunto que já desgastou bastante, mas eu penso que a gente não pode se deixar por vencido. Não tem alguma coisa que a gente possa fazer? Não tem como vocês que ganharam muito dinheiro, e o por consequência tem o respeito do Carlos Costa, entrar em contato com ele pra gente conseguir fazer alguma ação, pra poder revitalizar isso, pra poder devolver esse dinheiro pro povo? Muitos, muitos deles nem responderam. De todos os figurões, só um respondeu: ‘pois é, se tá não mão do advogado não tem mais pra fazer. Já deu o que tinha que dar'”, diz.

O catarinense encerra fazendo um desabafo: “Sabe que uma pessoa que tem R$ 26 milhões movimentados: imóveis, carros, investimentos, é tão confortável falar ‘já deu o que tinha que dar’, né? Mas você pega outras pessoas que estão aí passando uma série de dificuldades, para elas é difícil dizer ‘já deu o que tinha que dar’. Eu confesso a vocês que na minha cabeça não deu o que tinha que dar. Sabe por quê? Porque o que tinha que dar é a devolução dos valores. E isso ainda não aconteceu. Se eu e você já estamos fazendo parte do grupo que tem vergonha, aí, sim, nós nunca mais vamos falar nada. Se nós nunca mais vamos falar nada, então o golpe foi perfeito”.

Aerci Arreal Olm, quando esteve no Acre, chamou atenção da imprensa por ter se acorrentado na região central da cidade e ocupado autoridades locais com sua causa. O catarinense foi tratado pelos divulgadores da Telexfree como um “exemplo de perseverança”. À época, ele afirmava ter perdido pelo menos R$ 22 mil por causa do bloqueio da empresa.

Fonte: ac24horas

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias