GOVERNADOR QUER AGILIZAR ENTREGA DE CASAS POPULARES NA CAPITAL - News Rondônia A previsão de entrega, conforme o gerente da obra, Luiz Mendonça, é julho de 2014, mas a intenção do governador é agilizar esse processo, entregando por etapas com vistas a reduzir o déficit habitacional na Capital, garantindo moradia para uma população estimada em 16 mil pessoas

Porto Velho,

Quarta-Feira , 15 de Maio de 2013 - 14:06 - Cidades


 

GOVERNADOR QUER AGILIZAR ENTREGA DE CASAS POPULARES NA CAPITAL

A previsão de entrega, conforme o gerente da obra, Luiz Mendonça, é julho de 2014, mas a intenção do governador é agilizar esse processo, entregando por etapas com vistas a reduzir o déficit habitacional na Capital, garantindo moradia para uma população estimada em 16 mil pessoas

ImprimirImprimir página

Para acompanhar o andamento das obras e pedir celeridade para o cumprimento de prazos, o governador Confúcio Moura visitou, na manhã desta quarta-feira (15), o canteiro de obras do Condomínio Orgulho do Madeira, em construção no Lote 4, Gleba Aliança, no Sítio São Raimundo, que futuramente se tornará em um novo bairro integrado ao Mariana, em Porto Velho.

 

 
No local estão sendo construídos, desde agosto do ano passado, quatro mil imóveis, dos quais 3.744 são apartamentos de quatro pisos e 256 casas, cada um contendo sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço conjugadas.

Com investimentos da ordem de R$ 258 milhões, o maior do Brasil financiado pelo Banco do Brasil, o residencial faz parte de uma parceria do governo Federal, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida, com o Governo da Cooperação que, através do Programa Morada Nova, entra com a contrapartida de R$ 39 milhões, conforme informou o secretário de Estado de Assistência Social, Márcio Félix.
 
.

A previsão de entrega, conforme o gerente da obra, Luiz Mendonça, é julho de 2014, mas a intenção do governador é agilizar esse processo, entregando por etapas com vistas a reduzir o déficit habitacional na Capital, garantindo moradia para uma população estimada em 16 mil pessoas. “Vai ser uma nova cidade dentro de Porto Velho”, citou o governador, que acredita estar próximo de realizar mais um sonho de pelo menos quatro mil famílias, que é ter sua própria moradia, saindo do aluguel, que é um investimento com retorno apenas para o proprietário do imóvel.

Ainda segundo o secretário Márcio Felix, a expectativa é que as inscrições comecem a partir de julho deste ano, em local ainda a ser divulgado. Entre os critérios para concorrer, estão ter renda de R$ 1.600, não ter imóvel registrado no próprio nome e nem ter participado de outros programas. Também para atender à proposta de inclusão com adaptação, terão prioridade para as casas as pessoas com deficiência.
 
.

Para garantir condições de moradia mais adequadas, o governo também assinou Termo de Cooperação com a prefeitura de Porto Velho, em março deste ano, para a construção de unidades de saúde, creches, escola de Ensino Fundamental, posto da Polícia Militar, estação de tratamento de esgoto, área para lazer, entre outros benefícios.

Além desses imóveis, o Governo da Cooperação já entregou 200 casas em Vilhena, 417 em Cacoal, 394 em Jaru, 349 em Ariquemes e 593 em Ji-Paraná, totalizando 1.953 unidades habitacionais para municípios com menos de 50 mil habitantes, que tiveram resgatada uma dívida social histórica no Estado.

Após percorrer as futuras instalações do Orgulho do Madeira, o governador seguiu para o distrito de Jacy-Paraná para verificar a construção da Escola dos Sonhos e da Estação de Tratamento de Água (ETA).


Texto: Veronilda Lima
Fotos: Patrícia Abreu
Fonte: Decom

Fonte: decom/gov-ro

Comentários do Facebook

Comentários

Enviar comentário

Veja Também

Publicidade